SINOPSE
“Mario Wallace Simonsen, entre a Memória e a História” destrincha a história do empresário Mario Wallace Simonsen (1909-1965), desde a construção do seu conglomerado empresarial, até sua derrocada, ao ser perseguido e destruído pelo regime militar.

Simonsen foi o homem mais rico do Brasil em sua época. Empresário e empreendedor, foi dono de mais de 30 empresas, dentre elas Panair, TV Excelsior, Cia Melhoramentos, Banco Noroeste, Sirva-se (primeiro supermercado do Brasil), Rebratel (sistema de microondas que tornava possível transmissões ao vivo de TV entre Rio e São Paulo), Wasim (trading company com escritório em 53 países) e Comal – Companhia Comercial Paulista de Café, a maior empresa de exportação do Brasil, num período em que o café respondia por dois terços das exportações nacionais.

O elegante e discreto neto de inglês, Simonsen, sua esposa Baby e seus três filhos – Wallace, John e Marylou – viviam envoltos numa aura de realeza que não tem equivalente no Brasil moderno. Apesar disso, Simonsen morreu aos 56 anos, em Orgevall, um vilarejo próximo a Paris, destituído de quase tudo, inclusive da vontade de viver. Todas as suas empresas foram tomadas ou fechadas pelo governo, sob as mais variadas alegações – com exceção do Banco Noroeste, repassado ao seu primo Leo Cochrane.

O documentário “Mario Wallace Simonsen, entre a Memória e a História” reconstitui os fatos e as circunstâncias que culminaram na derrocada do conglomerado empresarial e na morte de seu controlador. Ao buscar a resposta do porquê deste empresário pioneiro ter sido expurgado da memória empresarial brasileira, o longa de Ricardo Pinto e Silva investiga hipóteses e chega a uma reveladora conclusão.

FICHA TÉCNICA
Direção – Ricardo Pinto e Silva
Argumento – Cristina de Luca Silveira, Ricardo Pinto e Silva
Roteiro – Daniel Leb Sasaki, Ricardo Pinto e Silva
Pesquisa e Entrevistas – Daniel Leb Sasaki, Ricardo Pinto e Silva
Pesquisa de Imagens – Ricardo Pinto e Silva, Dayane Ponte, Zé Julio Vessoni, Renato Neves, Aline Nunes, Kako Frare, Antonio Venâncio
Produção Executiva – Karen Ewel, Ricardo Pinto e Silva
Direção de Fotografia – Marcio Teriya R
Operadores de Câmera – Pierre Yves Refalo, Paulinho Silva, Ale Melo, Clayton Clemente, Marcos Florence, Zé Julio Vessoni, Julio Deckes, Sidney
Som Direto – Geraldo Ribeiro
Microfonistas – Duca, Rafael Alves Ribeiro
Som Direto Adicional – Rafael Alves Ribeiro, Pedro Moreira, Paulinho
Direção de Produção –  Farid Tavares
Assistentes de Produção – Nicoli Santorelli, Dado Strauch, Patrícia Gaspareti, Rian Maia, Monique Rosa, Marcela Casarin, Roberta Rocha
Desenho de Montagem – Marcio Teriya R, Gustavo Wald, Patrícia Gaspareti, Rian Maia, Monique Rosa, Marcela Casarin, Roberta Rocha
Montagem/ Edição – Celia Freitas, Aline Nunes
Montagem Video – Saulo Ramos, Julio Deckes